Chamo-me Rosa Heifner,

Nasci em Portugal, , na cidade linda do Estoril.

Cursei fisioterapia na escola de Reabilitação de Alcoitão

e costumo dizer que tirei o curso,  para cuidar dos meus pais, pois exerci

esta profissão durante muito pouco tempo, o destino prega-nos partidas as

vezes, e o nosso caminho na vida leva outros rumos. 

Casei com um Americano, faço 25 anos de casada este mês, e andei um pouco

por todo o lado, devido ao trabalho de meu marido e por isso não exerci a minha profissão.

Tenho 4 filhos, o mais velho de 24 anos que já me presenteou com dois netinhos,

é casado e está a acabar o curso de piloto de aviação. Depois tenho uma

garota de 21 anos lindíssima, que está seguindo meus passos, e está tirando

o curso de fisioterapia. 

Tenho mais dois encantos de crianças, que me dão dores de cabeça todos os

dias... porque passam o dia a implicar um com o outro, o meu querido Daniel de 11 anos e a minha palhaçinha, Laura de 8 anos, que passa o dia aos saltos por todo o lado. 

Não sou pessoa de fazer muitas amizades, prefiro poucas mas  verdadeiras e fortes.

Adoro tudo quanto é arte, e fora de comum.

Adoro pintar em acrílicos ou aquarelas, mas só o faço em momentos de

inspiração, gosto de fotografia e fazer costura, adoro criar vestidos para a

minha garota mais pequena de outras roupas já usadas, creio que chamo a isso

mais uma forma de expressão artística do que costura. 

Quanto aos meus defeitos, depende dos olhos de cada um... mas dizem que

sou teimosa.

Gosto tudo certinho no lugar e isso cria muitos problemas, porque claro

é mesmo impossível e torna-me frustrada, chegando a irritar todos  em redor.

Tenho muita dificuldade de confiar nas pessoas, mas quando as deixo entrar

no meu coração, têm uma amiga leal e fiel.

Detesto ser analisada,detesto meias palavras ou insinuações, gosto de falar

claro e direto.

Detesto falar para as paredes ou seja falar com alguém que não responde nada,

Detesto gente hipócrita, calculista e oportunista, e tenho trauma a gente

autoritária dando-me conselhos. Para aceitar conselhos, tenho que apreciar essa pessoa

e ter-lhe muito carinho, mas sobretudo terá que saber dar-me os conselhos de modo a não me ferir,

pois o meu primeiro instinto é retaliar-me.

Detesto a mentira, ou meia verdade ou mentira ocultada ou silencio de compaixão,

chego mesmo a acabar amizades porque perco a confiança.

 Sou exigente e perfecionista comigo própria, o que não sei  se é defeito ou qualidade.

As minhas qualidades, sinto facilmente piedade e compaixão, com os problemas

das pessoas e sou normalmente generosa tentando melhorar a situação delas se eu poder.

Tento aceitar as pessoas pelo que são, desde que sejam verdadeiras comigo.

Meu pai me chamava de ingênua porque eu acreditava em tudo.

Gosto de rir, de conviver com pessoas , embora ultimamente tenha muita falta disso.

Sou um livro aberto e espero o mesmo das pessoas, embora eu encontre muita

dificuldade nas pessoas me entenderem,

Creio que me posso descrever assim......

Eu sou as marcas que a vida deixou.



Marcas passadas:

- 01/10/2006 a 31/10/2006
- 01/09/2006 a 30/09/2006
- 01/08/2006 a 31/08/2006



Amigos que visito:

- Simone
- Lucia
- magiagifs
- Ivan
- Psique
- Edy
- Sucrilhos
- Magui
- Rayma Lima
- Águia
- Nadya
- Lucia
- menssageiros do Çéu
- kixikihome
- yvone
- jack
- zeca
- smareis
- cilene
- Malu
- Drika



Layout Por






Oi!!! Continuo a batalhar com as fotos, mas não está a dar, diz que não tenho espaço. Pareçe que vou ter que pedir ajuda a minha amiga Simone. Nossa Estou com Saudade de Portugal outravez. Sei que seria diferente se vivesse lá, mas enquanto lá estive não parei de ter gente em redor e sempre ocupada, aqui voltei á monotonia do dia a dia , estou precisando de gente para puchar por mim, pois estou a ficar acomodada, a não fazer nada de interessante outravez. Muitas vezes pergunto-me se realmente eu vivesse em Portugal se estaria mais acontentada ou se seria pelo contrário mais frustada. Eu cheguei lá e só vejo gente a lamentar-se, no entanto eu andei muito bem , até que esqueçi minhas dores de costas, mas é a tal coisa, foram férias e a realidade é sempre outra. Uma coisa que fiquei muito desiludida com Portugal foi o hospital. Quando levei minha mãe no hospital , ficamos sete horas á espera de ser atendida. ela estava dentro ao lados dos médicos, mas não lhe fizeram nada até eu entrar em histerismo, reclamando a falta de consideração pelo ser humano, sobretudo se é idoso e incapacitado. Os acompanhantes não podem entrar dentro, ficam FORA Á ESPERA DE NOTIÇIAIS, PODE SER? Claro que  eu, não estando habituada a isso, pois aqui no US, acompanho a minha mãe para todos os lados até nos exames, não me consegui conter e fiz um barulho tremendo, todo mundo a olhar para mim, mas até me davam razão, Triste minha mãe em cadeira de rodas com diabetes descontrolados e crise aguda de falha de rim , ter ficado ali á espera como um animal abandonado, nem sequer me deixavam entrar para ela ir no banheiro. Claro que isto não é assim em todos os hospitais, mas foi neste e não gostei nada. Tanto barulho fiz que finalmente fizeram as análises e testes, provavelmente para se livrarem de mim pois eu estava a dar mau nome ao local e médicos. Fiquei com medo pensei que ela iria lá ficar, não é fáçil deixar um ente querido partir mas por falta de atenção é despresivel. Ela está melhor agora, os rins estão trabalhando bem , pois passa a vida no banheiro, mas os diabetes estão a moer-me o juizo, creio que ela vai ter de começar a tomar insulina definitivamente, mas primeiro vou ver se não tem a ver com o pequeno almoço. Ela gosta de pão dentro de café com leite para o pequeno almoço, acho que faz levantar os diabetes para o resto do dia. Diabete é mesmo ruim, quando está alto até fica com a visão bem pior. E para minha sorte pareçe que herdei essa doença dela, pois estou a ficar com começo também. Tenho que parar de estar aqui sentadinha no pc e começar a fazer caminhadas, acho que o pc não ajuda muito no corpo, mas ajuda na mente pois é a minha unica forma de contactar COM O MUNDO.Que fazer?    Beijocas............................



- Marcas deixadas por: Rosa às 17h04
[ ] [ envie esta mensagem ]

______________________________________________




                                

Estou mesmo aborreçida, num beco sem saída!!!!! Todas as fotos que tirei de Portugal, não consigo colocar no post, creio que ou não tenho espaço ou como foi tudo para um cd, porque tirei muita foto, o tamanho da foto é grande demais para postar, vou ter que aprender como reduzir a foto e colocar nome novo também ,porque não pode ter espaços,Que coisa , estava mesmo contente, com tanta foto que tinha tirado, claro que metade delas era de um casamento que fomos no dia 23, foi um espanto,meus filhos adoraram o modo de celebração dos portugueses , e passaram o dia em cheio comendo guloseimas.Tinha algumas fotos de locais em Portugal e claro, paisagens das minhas praias que tantas saudades tenho.Bom, veremos se vou conseguir fazer alguma coisa por agora fico por aqui armada em tecnica de computadora tentando descobrir como vou fazer com essas fotos.



- Marcas deixadas por: Rosa às 17h32
[ ] [ envie esta mensagem ]

______________________________________________




    Estou de volta!!!!!!         

 

                  

Oi gentinha acabou-se as férias. Para ser franca acho que foi mais uma prova ao meu poder fisico e mental do que férias.Em duas semanas, mostrar aos meus garotos tudo e vizitar familia , ir a um casamento e para acabar por ,andar em médicos e hospitais porque a minha mãe teve quase uma paragem de rins. Foiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii, cançativo, subretudo conduzir com carro manual, pois estou habituada a carro automático, numas ruazinhas muito estreitinhas ,e em alguns locais, só com um sentido, tudo mudou , escapei-me de algumas multas da poliçia pois teve compaixão de mim, porque certas ruas onde eu estava habituada a ir nos dois sentidos agora é só um, com excepção dos transportes publicos. Foi uma AVENTURA. Gostei mas estava com saudades da minha cama , a cama onde dormi era dura como uma pedra.Tirei montes de fotos, agora aos poucos se souber fazer, irei colocar no blog e contando algumas histórinhas sobre elas.   Para algumas pessoas novas que entraram no meu blog vou responder e adiçionar pessoalmente, mas neste momento vou ver se consigo por o sono em dia, pois devido á diferença de hora e 18 horas de viagem estou toda partida.

Beijos a todos, senti a vossa falta!!!!!!!!

                   



- Marcas deixadas por: Rosa às 13h23
[ ] [ envie esta mensagem ]

______________________________________________




Estou ficando assimmmmmmmmmmmm!!!!!!

simVou viajar por duas semanas ......saio amanhã e volto dia 1 de Outubro, e estou nervosa para carambas.

Para quem não me conheçe...afinal é todo o mundo rrrrssssss, faz 8 anos que minha mãe em Portugal ficou muito doente quse em coma, ela tinha 72 anos na altura, eu como vivia no EU, e estava gravida na altura não pude viajar lá para socorrer meu pai que tinha na altura 82 anos, coitadinho ele nem dele sabia cuidar muito menos dela, e assim ela teve de entrar num lar por uns meses até eu poder viajar. Quanto minha filhota tinha dois meses peguei nela e no meu filho de trez anos e fomos para Portugal tentar salvar a situação. Mas quiz Deus que eu fosse dar com um espectáculo de partir o coração. Meu pai muito magro cabia umas trez vezes dentro das suas calças , todo sujo , a casa nem se fala. Minha mãe uma pobre alma sentada na cama á espera que a chega-se o dia dela.Não aguentei..... peguei nela e levei-a para casa , cuidei dela e de meu pai, alem dos meus garotos que não sabiam de que terra eram, e fiz isso por dois meses, mas infelizmente minha mãe não melhorou e tive que fazer uma decisão!!!! Traze-los para o EU viver comigo.

O primeiro ano minha mãe passou o ano dentro e fora do hospital, duas vezes, quase visitou os anjinhos, até que passado um ano foi descoberto que ela tinha uma doença de Adisons, bastante rara o que não é mais do que insufiçiençia adrenal , em que as glandulas não produzem cortizona e ela estava a sumir-se. Logo após ser descoberto e ela começar a tomar a sua cortizona diária o seu fisico começou a melhorar muito , mas total recuperação, não foi o sufiçiente pois ficou reduzida a uma cadeira de rodas quase surda e quase cega. Entretanto 2 anos depois meu pai teve o seu primeira avc, um ano depois o segundo e começou a manifestar a doença de Alzeimers, ele ainda durou 6 anos aqui comigo , mas o ultimo ano e meio, não passava de um bébe grande com a difereça que pesava 100kilos. Ele deixou de poder comunicar, perdeu o andar claro, até que porfim entrou num mundo que só Deus saberá qual era o sofrimento, pois eu da minha parte só podia usar a minha intuição para cuidar o melhor que podia dele como se fosse o meu bébe grande. Infelizmente faleçeu, vai fazer este Natal dois anos. Entretanto como devem imaginar, passei bastantes maus bocados devido á perca, mas tambem muitas dores pelo corpo que os médicos nunca souberam diagnosticar, e me encheram sempre de comprimidos.

Este Verão começei a bater no fundo, cada vez pior fisicamente, até que finalmente foram feitos os testes necessários e foi descoberto que tenho 8 hernias discais na minha coluna , alem de umas lindas ulceras no estomago que estão sempre com fome e acabaram por me fazer por alguns kilinhos na pele. Entretanto já levei duas injeções de cortisona na ninha espinha e estou me sentindo melhor , e com alguns medicamentos para as ulceras no estomago, elas estão agora de dieta rssssssssss.

A razão porque vou viajar é que minha mãe, está quase na casa dos 80 anos, e achei que será melhor levá-la a Portugal agora, antes que seja tarde, pelo menos para ver a sua familia mais uma veze o seu , país. o Diabo seja surdo e mudo pois espero que ela dure mais tempo e voltar lá mais vezes, mas como eu fisicamente estou a apodreçer também rrrrsssss ,não sei como vai ser no futuro, e assim decidi de repente ...vamos. Levo os meus garotos pequenos para eles conheçerem a familia Portuguesa e o meu pais de berço, todos estes anos eles tem sido muito pacientes em deixar-me cuidar dos avós. Agora são horas de fazer todos um pouquinho Feliz. Só que eu estou nervosa para carambas, estou a imaginar eu e dois garotos, puchando uma cadeira de rodas pelos aeroportos e em Portugal, e realmente não sei se vai ser bom para mim ou um pesadelo. Mas estou pedindo a Deus que me ilumine e me ajude nesta aventura.

Portanto vou ficar fora daqui por duas semanas, mas vou voltar e contar tudo o que fiz lá, e inclusivamente até talvez post algumas fotos.

Estou gostando muito deste mundo blogueiro , pois para mim tem sido o meu modo de cumunicar com o mundo e tenho encontrado pessoas maravilhosas e meigas que me ajudam a trazer muita coragem ás vezes.

um Beijo a todos e ate Outubro

                             



- Marcas deixadas por: Rosa às 13h43
[ ] [ envie esta mensagem ]

______________________________________________




Tem a certeza de quem voçê é?

             

Uma amiga me mandou um site, é um teste de personalidade, eu adoro fazer dessas coisas, pois estou sempre a descobrir coisas novas sobre mim, e acho que estou em sempre constante mudança , pelo menos nos pensamentos rrrrrrrrssssss.

Fiz o teste e até que fiquei admirada com os resultados , creio tinha uma valorização pessoal, mais baixa do que os resultados. Achei graça e até interessante, tente!!! Pode ser que descubra algo que desconheçia de si mesma.

 http://www.gnubis.com.br/teste

                          Beijocas



- Marcas deixadas por: Rosa às 01h47
[ ] [ envie esta mensagem ]

______________________________________________




Politicamente correto? ou Politicamente incorreto?

            

Estou tentando entrar num assunto que normalmente evito , pois não me considero politicamente muito educada, nem tão pouco me considero boa escritora, sobretudo quando a minha lingua ao nasçer ,era Potuguesa ,mas faz 26 seis anos que a lingua Inglesa passou a ser a minha lingua diária, pois vivo no EU, meu marido é Americano e meus filhos tambem, e não falam palavra Portuguesa.O Assunto que trago neste post é complexo,sensivel e francamente assustador.

Passei por um blog de alguém, que de um modo muito liberal , considerando-se com direito á expressão livre da palavra, conseguio por-me os cabelos em pé. O comentário referia-se á publicidade do 11 de setembro de gente considerada como heróis, de um povo governado por um Presidente desprezivel . Neste post, as pessoas que morreram no 11 de Setembro,  foram  nos olhos da escritora gente arrogante que mereçeu o seu destino, e sem qualquer piedade pelos inoçentes que morreram, e suas familias  que sofreram tremenda perca. Para o povo Americano na sua maneira de ser, esse aconteçimento foi como se a perca fosse de todos no Pais, independente de quem é o Presidente e qual é as suas ações. Para mais, considerou os  Americanos arrogantes senhores do mundo.   Meu Deus, será que o mundo irá mudar? Será que as pessoas iram acordar e saber colocar as suas perspectivas em ordem sem ofender ninguém. Ou será que vamos continuar a julgar um povo, pela circunstãnçias politicas em que esse povo se encontra debaixo dos seus liders e politica. Eu sinto dor pelos que morreram, no 11 de Setembro, pelos que morreram nas consequençias desse ataque no Iraque, eu sinto dor, pelos povos que morrem por não haver comer, que morrem por doença por falta de cuidados médicos, eu sinto dor pelo trabalhador, que apesar de tudo não conseguio o sufiçiente dinheiro para pagar os seus gastos mensais e a sua electricidade foi cortada, pelos que não podem comprar um carro e tem que caminhar para chegar ao seu trabalho. Sinto dor pelos que ficam sem casa devido aos acidentes da natureza , desvastando toda a sua cidade, ficando assim sem trabalho e muitos sem familiares que morrem nessas catóstrofes. Eu sinto pena da pessoas que morrem em acidentes de carro por negligençia de outros condutores.Eu sinto tristeza das pessoas que são assaltadas por outras que não tem nenhum respeito pela condição humana. Eu sinto tristeza pelos governantes que se esqueçem da sua missão e tomam o melhor partido para  benefiçiarem a sua condição economica. Eu sinto tristeza pelos desacordos entre governantes e partidos pela luta do poder e da razão. Eu sinto tristeza dos pogramas de televisão,jornalistas, comediantes que ridiculam situações e pessoas, tornando algo triste em uma anedota para seu propio benefiçio e popularidade. Eu sinto tristeza por não poder mudar muita coisa neste mundo porque sózinha eu não sou ninguem.

Eu apenas quero dizer, que é muito triste quando um ser humano seja qual for a sua nacionalidade, condição ou aptidão, para sobreviver neste mundo cruel, seja vitima de ódio e de desprezo por outro ser humano.

Peço perdão pelos ignorantes, e uma benção de Deus que os ilumine. Muita coisa está aconteçendo no mundo a uma rapidez assustadora, e pode bater á nossa porta a qualquer momento.

                



- Marcas deixadas por: Rosa às 19h07
[ ] [ envie esta mensagem ]

______________________________________________




A minha passagem neste mundo!!!!

 
               
       
Pergunto, pensando sempre
o que se passa neste mundo?
o que é, que  vai na mente
que nos arrasta até ao fundo!
Nao serei eu certamente
que me esqueca num segundo,
os caminhos que leva a gente
a percorrer neste mundo.
 
Como se conhece a felicidade
sem se conhecer a tristeza?
como se descobre a verdade
sem se duvidar da certeza!
Como se destingue a maldade
entre a falsidade e a beleza?
Sera que se aprende com idade?
que a alegria, é a maior riqueza?
 
Há os que nasçeram injénuos
porque no mundo acreditaram,
mesmo passando por infernos
e saudades de onde andaram.
Passam-se Verões e Invernos
que nunca mais voltarão,
ficam acontecimentos eternos
e feridas no coração. 
 
Rosa heifner


- Marcas deixadas por: Rosa às 18h13
[ ] [ envie esta mensagem ]

______________________________________________




                                        

Não há nada como uma boa conversa, com alguem imparcial quando temos um problema

 

                                       

Se estiver sozinho...

Fale com esse robô, e vai aprender  muita coisa... dei muita risada, conversamos sobre os mais variados assuntos...... gostei......
Faça amizade com ele, muito inteligente, ele adora conversar.
Falar com você sobre qualquer assunto!

Entre no site abaixo, pergunte coisas ao Robô.
Digite seu nome só pra começar.  Você digita e ele vai respondendo, sobre os mais diversos temas . um barato ...faça quantas perguntas  quiser fale com ele como se fosse outra pessoa, você vai se surpreender, muito bem bolado...rs
 


- Marcas deixadas por: Rosa às 01h56
[ ] [ envie esta mensagem ]

______________________________________________




Canções de ninhar

                                   
 
CANÇÃO DE NINAR NOS EUA:
"Boa noite, linda menina, durma bem.
Sonhos doces venham para você, Sonhos doces por toda noite"...
 
CANÇÕES DE NINAR NO BRASIL:
"Boi, boi, boi, boi da cara preta, pega essa menina que tem medo de careta..."
 
Como explicar para uma criança inocente que a música é uma ameaça?!?...
Algo como "dorme logo, senão o boi vem te comer"!
Como explicar que eu estava tentando fazer com que ela dormisse com uma
música que incita um bovino a pegar uma menina inocente?
 
Então, comecei a pensar em outras canções infantis, pois não me sinto bem
ameaçando, toda noite, uma criança com um temível boi...
 
Que tal, "nana neném que a cuca vem pegar"?...
Caramba!... Outra ameaça! Agora com um ser ainda mais maligno que um boi preto!
 
Depois de uma frustrante busca por uma canção infantil do folclore
brasileiro (que fosse positiva), e de uma longa reflexão, descobri toda a
origem dos problemas do Brasil.
 
O problema do Brasil é que a sua população em geral tem uma auto-estima
muito baixa. Isso faz com que os brasileiros se sintam sempre inferiores e
ameaçados, passivos o suficiente para aceitar qualquer tipo de extorsão e
exploração, seja interna ou externa.
 
Por que isso acontece? Trauma de infância!!!
Trauma causado pelas canções da infância!!!
 
Vou explicar: nós somos ameaçados, amedrontados e encaramos tragédias desde
o berço! Por isso levamos tanta porrada da vida e ficamos quietos.
 
Exemplificarei minha tese:
 
Atirei o pau no gato-to-to Mas o gato-to-to não morreu-reu-reu Dona
Chica-ca-ca admirou-se-se Do berrô, do berrô que o gato deu Miaaau!
 
Para começar, esse clássico do cancioneiro infantil é uma demonstração clara
de falta de respeito aos animais e crueldade.
 
Eu sou pobre, pobre, pobre, De marré, marré, marré.
Eu sou pobre, pobre, pobre, De marré de si.
Eu sou rica, rica, rica, De marré, marré, marré.
Eu sou rica, rica, rica, De marré de si.
 
Colocar a realidade tão vergonhosa da desigualdade social em versos tão
doces! É impossível não lembrar do seu amiguinho rico da infância, com um
carrinho fabuloso, de controle remoto, e você brincando com seu carrinho de
plástico... Fala sério!!!
 
 
Marcha soldado, cabeça de papel!
Quem não marchar direito, Vai preso pro quartel.
 
De novo, ameaça! Ou obedece ou você se estrepa!
Não é à toa que o brasileiro admite tudo de cabeça baixa....
 
Samba-lelê tá doente, Tá com a cabeça quebrada.
Samba-lelê precisava É de umas boas palmadas.
 
A pessoa, conhecida como Samba-lelê, encontra-se com a saúde debilitada e
necessita de cuidados médicos. Mas, ao invés de compaixão e apoio, a música
diz que ela precisa de palmadas! Acho que o Samba-lelê deve ser irmão do Bitú...
 
O anel que tu me destes Era vidro e se quebrou.
O amor que tu me tinhas Era pouco e se acabou...
 
Como crescer e acreditar no amor e no casamento depois de ouvir essa
passagem anos a fio?!?
 
O cravo brigou com a rosa debaixo de uma sacada;
O cravo saiu ferido E a rosa despedaçada.
O cravo ficou doente, A rosa foi visitar;
O cravo teve um desmaio, A rosa pôs-se a chorar.
 
Desgraça, desgraça, desgraça!... E ainda incita a violência conjugal (releia
a primeira estrofe).
 
Precisamos lutar contra essas lembranças, meus amigos!
Nossos filhos merecem um futuro melhor!
 
Ah!!! Não é possível esquecer desta:
 
Passa, passa, passa três vezes...
O último que ficar tem mulher e filhos que não pode sustentar...
 
Ou seja: vá se acostumando ao desemprego!...


- Marcas deixadas por: Rosa às 01h36
[ ] [ envie esta mensagem ]

______________________________________________




hoje apenas peço ao Pai do Céu



- Marcas deixadas por: Rosa às 20h27
[ ] [ envie esta mensagem ]

______________________________________________




Meu ponto de vista sobre o texto abaixo da tristeza inventada

                

 Passei pelo blog de satyaprem e dei com este texto ai abaixo, era longo não consegui manter no mesmo post, achei imensamente interessante a análize dos nossos sentimentos.Eu acho muito difiçil não ter pensamentos, mas ai é onde vem o treino da meditação. Normalmente as pessoas que meditam e conseguem sair de qualquer sentimento ou pensamento, são pessoas que normalmente se sentem felizes consigo própio, e normalmente não precisam de ninguem. Eu acho que no fundo é um pouco de filosofia, estamos num mundo em que,somos estimulados, e estimulamos tudo e todos em nosso redor, é práticamente impossivel não reajir a algo que saiu fora das nossas crenças e desejos. Acho que os nossos pensamentos são desencadeados pelos aconteçimentos e os nossos sonhos, o que normalmente nunca são compativeis, pois todo o ser humano é diferente e sente diferente. A não ser que nos tornase-mos nuns heremitas ou ter um interruptor para desligar nossos pensamentos, essa de desligar pensamentos e sentimentos é uma tarefa difiçil se não quase impossivel. Será por esse motivo que as pessoas bebem, ou usam drogas para conseguir atingir esse estado de não pensar? De não sentir?



- Marcas deixadas por: Rosa às 14h33
[ ] [ envie esta mensagem ]

______________________________________________




Tristeza inventada.

 

Tristeza Inventada
por Satyaprem

     Quando você nota, pela sua maturidade, que não existe absolutamente nada do lado de fora que possa satisfazê-lo, então você olha "para dentro" pela primeira vez. Enquanto você ainda acredita que existe chance, quando você ainda tem "esperança", você ainda está olhando para o lado de fora. Quando você se "des-espera", ou seja, não mais espera por absolutamente nada de ninguém que apareça a sua frente, por saber, retilineamente, com muito carinho e compaixão, que ninguém do lado de fora pode dar a você o que você está buscando; aí sim, não existe mais conflito com o lado de fora. Você não espera nada de ninguém. Você vê o outro com total serenidade - ele pode ou não satisfazer você - você não se envolve. Isso é permanecer no momento: "eu não me iludo com absolutamente nada. Porque tudo é passageiro". E é aí que começa a busca verdadeiramente real. É aí que começa o Satsang. Porque aí você só vai precisar encontrar aquele que sozinho encontrou, e vive em paz com essa Realização.

     A sua natureza já é satisfeita em si. Você não precisa de nada! Tudo o que você precisa, você já tem. É claro que você não acredita. É claro que o seu trabalho aqui é encontrar sentido em tudo o que estou compartilhando, e experimentar no dia-dia. Quando você sofre ou quando você se ilude com uma alegria extrema em relação a um objeto qualquer que apareceu na sua consciência naquele instante, em pouco tempo você descobre que não era nada daquilo que você estava pensando. Se você já teve essas experiências, você pode criar um afastamento, esse afastamento é inteligente. Esse afastamento é Meditação, é estar no mundo, sem fazer parte dele.

     Você precisa ter muito zelo com as experiências que você tem, com todo esse hábito que você tem as coisas se tornam automáticas, "inconscientes": "Eu faço assim, porque eu já fiz ontem do mesmo jeito". Zelo! Atenção! Eu observo as árvores e elas não choram porque os frutos caem de maduros, choram? Você já viu alguma árvore triste porque caíram todas as folhas no inverno? Não, não é!? Sua tristeza é inventada!

     O hábito nos diz que tem de ser feita alguma coisa. A voz do Silêncio diz que nada precisa ser feito, que tudo está bem do jeito que está. Não faça nada! As coisas vão acontecer por si mesmas. Note que todos os seus movimentos na vida têm sido influenciados por algo transcendente, por algo maior que você. Note isso com atenção e veja que nada precisa ser feito. Porque a idéia de que se precisa fazer algo é uma idéia bem egóica: "eu preciso fazer algo, para depois dizer que eu fiz algo". Mas se você não faz nada, você não vai ter como dizer que fez alguma coisa... Isso é desapego - inclusive a idéia de quem faz. Dê-se conta disso e verá! "Sim! Eu não preciso fazer nada. Eu posso permanecer silencioso. E posso, porque essa é a minha natureza. Eu apenas tenho que notar! E isso não impede que eu pense". Os pensamentos irão existir...  Pergunte-se, com fidelidade, de Verdade: quem quer parar de pensar? Você não vai encontrar um alguém. Você só vai encontrar um outro pensamento, que você tomou como sendo você. De repente, é como se você desejasse que o mar parasse de fazer ondas. Você está sempre atentando aos pensamentos, e gostaria de parar de pensar. Quem é que gostaria? Quem é que pensa esses pensamentos? Ou, antes de mais nada, esse pensamento não é apenas mais um pensamento dentro daquela tela de pensamentos que você quer remover? Agora, como é que um pensamento pode remover um outro pensamento? Você não pode. Você tem apenas que ver que o pensamento está fazendo o papel dele, não se envolva. Descubra qual é o seu papel. Se é que tem algum papel a ser feito por você... Ou melhor, existe apenas um papel a ser feito por você: não faça nada!

     A sua mente precisa de luz, ela precisa sair da confusão em que se encontra. Confusão de equívocos, porque você viveu até hoje num mundo onde as pessoas não sabem nada disso. E o pior é que você entrou no caminho da Meditação e da Terapia, e de novo encontrou pessoas confusas, que confundem certas coisas, que são inadequadas. Por exemplo, tem gente que diz que pode haver a paz no corpo, e isso é impossível. A paz no corpo pode acontecer, mas apenas temporariamente. É só marcar uma massagem, você ficará "em paz" pós-massagem, mas depois vai embora aquela paz. Tanto que você precisará marcar uma outra sessão. De tanto em tanto tempo, o corpo precisará de uma massagem. O corpo precisa de uma massagem na medida em que fica tenso com a tensão que ele percebe, com a tensão que ele vive. No momento em que você não mais fica tenso com a tensão dos pensamentos, você está livre. Por si só, o corpo e os pensamentos relaxam, você não fica mais tenso. Porque a tensão do corpo e dos pensamentos é baseada numa idéia interna (que é um outro pensamento) que diz que você não pode ficar "assim". Mas por que não poderia? Onde está escrito?! É certo que você deseje que as coisas não sejam assim, mas você precisa levar esse desejo a sério? Você precisa se envolver nesse desejo? O meu convite é para que você deixe que todos os desejos venham e possam ir. Não se envolva! Permaneça como observador. E você pode fazer isso, porque essa é a sua natureza.

     Sente e fique quieto! Eu sei que vai vir o pensamento: "Ah! Eu poderia colocar uma musiquinha, iria ficar mais agradável." Você ouve esse pensamento, esse desejo, e deixa passar. Você não põe. Continua parado! Aí vem um outro pensamento: "Bem que eu poderia tomar um chá, agora". Você novamente ouve, e não faz nada. Você vai ver um monte de desejos surgindo, porque todos os desejos tentarão "tirará-lo dali" e, eles só "o tiram", na medida que você faz alguma coisa, que você os atende. Se você não faz nada, eles vão tentar, tentar, tentar, até que param. Mas a sua atenção, o seu zelo, tem de ser total. Você tem de ficar "ali". Muitas coisas irão aparecer...

Extraído do site: www.satyaprem.com


 


 
 
 


- Marcas deixadas por: Rosa às 14h23
[ ] [ envie esta mensagem ]

______________________________________________




idade interessante

           

Três velhinhas muito charmosas reunidas
para o chá da tarde:


"Puxa, acho que estou ficando esclerosada"
comenta uma delas.
"Ontem me peguei com a vassoura na mão
e não me lembrava se já tinha varrido a casa ou não".

"Isso não é nada" diz a outra.
"Outro dia eu me vi de pé, ao lado da cama, de camisola,
e não sabia se tinha acabado de acordar
ou estava me preparando para dormir".

"Cruz credo" fez a terceira.
"Deus me livre de ficar assim!... Isola!!!"
E deu três batidinhas na mesa: toc-toc-toc.
Olhou para a cara das outras e, calmamente, emendou:
"Esperem um pouco que eu já volto...
Tem gente batendo na porta!"
 
uma amiga me mandou isto e eu tive que colocar no blog morri de rir, valeu Verinha


- Marcas deixadas por: Rosa às 02h32
[ ] [ envie esta mensagem ]

______________________________________________




a vida é agora

 
 
                     
A gente se acostuma a medir a vida em dias, meses, anos...
Mas, será que é mesmo o tempo que mede a nossa vida?
Ou a gente devia contar a vida pelo número de sorrisos?
De abraços? De conquistas? Amores?
E, porque não fracassos também?
Por que ao invés de dizer tenho tantos anos, a gente não diz: tenho três amigos, oito paixões, quatro tristezas, três grandes amores e dezenas de prazeres?
A gente vai vivendo e, às vezes, esquece que a vida não é o tempo que a gente passa nela.
Mas, o que a gente faz e sente em quanto o tempo vai passando.
Dizem que a vida é curta, mas isso não é verdade.
A vida é longa pra quem consegue viver pequenas felicidades.
E, essa tal felicidade vive aí disfarçada, como um criança traquina brincando de esconde-esconde.
Infelizmente, às vezes não percebemos isso.
E passamos a nossa existência colecionando nãos.
A viagem que não fizemos;
O presente que não demos;
A festa a qual não fomos.
A vida é mais emocionante quando se é ator e não espectador.
Quando se é piloto e não passageiro; pássaro e não paisagem.
Como ela é feita de instantes não pode e não deve ser medida em dias ou meses mas, em minutos e segundos.
A vida é agora.
(AD)
                           


- Marcas deixadas por: Rosa às 21h34
[ ] [ envie esta mensagem ]

______________________________________________




o ultimo conforto de um amigo

                  

Um filho pergunta à mãe:
- Mãe, posso ir ao hospital ver meu amigo?
Ele está doente!
- Claro, mas o que ele tem??
O filho, com a cabeça baixa, diz:
-Tumor no cérebro.
A mãe, furiosa, diz:
E você quer ir lá para quê? Vê-lo morrer?
O filho lhe dá as costas e vai
Horas depois ele volta Vermelho de tanto chorar, dizendo:
- Ai mãe, foi tão horrível, ele morreu na minha frente!
A mãe, com raiva:
- E agora?! Tá feliz?! Valeu a pena ter visto aquela cena?!
Uma última lágrima cai de seus olhos e, acompanhado de um sorriso,ele
diz:
- Muito, pois cheguei a tempo de vê-lo sorrir e dizer:
“- EU TINHA CERTEZA QUE VOCÊ VINHA!“
Moral da história: A amizade não se resume só em horas boas,alegria e
festa.
Amigo é para todas as horas, boas ou ruins,tristes ou alegres.
CONSERVEM SEUS AMIGOS! O VALOR QUE ELES TÊM
NÃO TEM PREÇO

Obrigada amiga Nanci pela linda história




- Marcas deixadas por: Rosa às 19h39
[ ] [ envie esta mensagem ]

______________________________________________